Mídia online ou mídia tradicional: qual é mais barata?

Para divulgar algum serviço ou produto, precisamos dedicar tempo para alcançar os resultados desejados. Uma dúvida, porém, surge: é melhor anunciar em mídia online ou mídia tradicional?

João sempre investiu nas mídias tradicionais. Ele gosta de colocar sua marca em jornais e revistas. Nos últimos meses, entretanto, tem visto outras empresas melhorarem seu desempenho com mídias online. Assim, ele está indeciso: compensa mudar seu investimento?

Com certeza, esse questionamento não é somente do João. Se você também se questiona, este post foi feito para você.

Mostraremos, a seguir, as propriedades de cada tipo de mídia e o menor valor necessário para que sua empresa consiga cumprir seus objetivos.

Como funciona a mídia tradicional?

As mídias tradicionais captam a atenção das pessoas, interrompendo, de alguma forma, suas atividades cotidianas. O ponto positivo desse meio é o volume de visualizações. Por exemplo, segundo o IBOPE, 63% das pessoas assistem televisão regularmente.

Além disso, outra vantagem é a possibilidade de segmentação. O anunciante pode escolher em quais rádios, revistas e jornais quer anunciar, dependendo do público-alvo desejado.

Pelo lado negativo, há o alto preço, pois as campanhas podem ser veiculadas em páginas ou momentos de muita audiência.

Uma outra dificuldade é a medição do desempenho da campanha, que só pode ser plenamente efetuada após a veiculação.

Para fazer um bom anúncio em mídias tradicionais, é preciso atentar aos seguintes pontos:

  • lembre-se que você possui alguns segundos para prender a atenção dos visitantes. Por isso, deixe suas principais informações sejam facilmente visíveis;
  • chame atenção das pessoas com imagens ou palavras que visem resolver um determinado problema dele;
  • convide-o para alguma ação, como conhecer sua loja, visitar o site ou visualizar certo vídeo.

O uso tradicional do marketing ainda tem seu valor. Promoções e grandes vendas de eletrodomésticos podem ter um impacto grande e imediato.

Cada empresa deve avaliar seus objetivos e escolher as mídias que mais contribuem para cumpri-los.

Quais as vantagens da mídia online?

O marketing digital tem conquistado muitos anunciantes por seu excelente custo-benefício. Além disso, grande parte das pessoas não fica longe da internet. Por isso, esse tipo de publicidade deve receber maior investimento do que a TV em 2017.

Além da grande audiência, outra vantagem é a possibilidade de segmentar seus anúncios diretamente para os usuários que deseja.

Diferentemente da mídia offline, você pode escolher o tipo de pessoa a ser focada pela campanha. seja por tipo de dispositivo, localidade, idade ou sexo, por exemplo.

Acrescenta-se a oportunidade para mensurar resultados facilmente e em tempo real. Assim, não é necessário esperar o fim da veiculação para analisar o que foi obtido.

Por fim, os internautas podem se engajar com os anúncios. Dessa forma, você poderá entender qual é a opinião deles e cativá-los para defender sua marca.

Como aspecto negativo, muitos empresários têm dificuldades para usar as ferramentas e examinar os dados.

Quais as diferenças entre o custo das mídias?

Diferentemente das ferramentas tradicionais, no meio, online o anunciante pode iniciar investindo o quanto quiser. Com isso, empresas de qualquer tamanho podem começar a anunciar. Assim, são elas que definem o porte do investimento.

Outro fator importante é que o pagamento é realizado de acordo com o objetivo da campanha. Dessa forma, se alguém quer divulgar sua marca, pagará por exibição de anúncios. Entretanto, se outra empresa quer vender mais, desembolsará seus recursos apenas quando alguém clicar.

Nas formas habituais, o valor do investimento depende do alcance da mídia. Contudo, normalmente, a despesa não será menor do que R$300.

Em 2016, por exemplo, anunciar na revista Veja não custaria menos que 178 mil reais.

As mídias online, porém, podem ser muito econômicas, quando comparamos com anúncios na televisão. Conforme demonstrado pela DemandMetric, as mídias online são até 62% mais baratas do que as tradicionais.

Em vez de pensar se devemos usar um tipo de mídia ou outro, precisamos entender em quais vamos investir, dependendo dos objetivos e das pessoas a serem atingidas. Entendeu os aspectos e as diferenças de anunciar na mídia online e na mídia tradicional? Aproveite para receber mais notícias em seu e-mail: assine nossa newsletter!

Comente no Facebook

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário ;)