fbpx
Billey Preloader

Investimento em mídias digitais vai superar TV em 2017

Investimento em mídias digitais vai superar TV em 2017

investimento

De acordo com uma pesquisa do IPG Mediabrands Magna, a compra de mídia digital deve superar a de TV pela primeira vez em 2017. O digital deve se tornar a primeira categoria de publicidade, alcançando market share de 40%, o que representará a movimentação deU$202 bilhões ao redor do mundo. Em comparação, a venda de mídia para TV deve gerar cerca de U$186 bilhões e alcançar um market share de 36%.

No entanto, o grupo WPP prevê que a TV continue dominante, alcançando um share de 41% em 2017, projetando que o digital chegue a 33%.

De acordo com o IPG Mediabrands Magna, 2016 será encerrado com um crescimento de 5,7% em compra de mídia, o mais expressivo desde 2010 e equivalente a US$ 493 bilhões ao redor do mundo. Mas espera-se que o ritmo de crescimento diminua consideravelmente no próximo ano, chegando a 3,6%, devido à incerteza política e econômica. Caso se concretize, essa será a taxa de crescimento mais baixa em 15 anos, com exceção da recessão de 2008 e 2009.

A compra de espaço publicitário para TV se manteve resiliente em 2016, subindo 4% e chegando a um total de US$ 186 bilhões. Porém, a Magna espera uma queda de 0,1% no ano que vem.

A publicidade digital cresceu 17% este ano, movimentando US$ 178 bilhões. Até 2021, a empresa espera que a compra de mídia no digital ocupará um share de 50%, movimentando US$ 299 bilhões, enquanto a TV estagnará em US$ 195 bilhões e um share de 33%. Espera-se também que a maioria das vendas de mídia digital seja gerada por impressões mobile.

A publicidade nos Estados Unidos crescerá aproximadamente 7% em 2016, a maior taxa de crescimento em 12 anos. Em outubro, a Magna previu que os investimentos em publicidade nos EUA cresceria 6,3% , o equivalente a U$179 bilhões. Já no próximo ano, o crescimento será de apenas 3,6%.

Observa-se também um cenário onde a verba para mídias sociais e mecanismos de busca estão impulsionando o mercado publicitário. “O Ressurgimento da televisão não veio às custas do digital”, disse Vincent Letang, vice-presidente executivo global de inteligência de marketing da Magna. “Ambos cresceram muito este ano porque os anunciantes estão fundindo gastos em mídias sociais e buscas ao realocar baixos orçamentos de offline, indo além de estratégias de branding com mídias de massa tradicionais. Ao mesmo tempo, para manter o alcance, anunciantes tiveram que encarar os aumentos de custos significativos em televisão”, conta.

Fonte: Investimento em digital vai superar TV em 2017
Escrito por: Jeanine Poggi, do Advertising Age
Traduzido por: Karina Balan Julio

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parceria

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping